quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Primavera

Hoje começa a primavera, e junto com ela a percepção que sou como uma arvore
Que em meio ao inverno passado me encontrava seco, sem folhas sem ramos sem flores
E nos poucos dias de sol quando forçava brotar uma folha ou ate mesmo florescer um sorriso
O frio e a neve vinham avassalando o pouco que tinha
Sou como uma arvore que no inverno se mantém  firme mesmo que todas as suas folhas já caíram
E percebo que mesmo o meu caule estando feio meus galhos estando secos  minha raiz se mantém firme, e o meu interior por mais que não pareça ainda vive
Inverno que sopra que esfria que machuca que desgasta e me torna feio, e eu arvore ali fico sem poder me locomover porque minhas raízes são fundas, ainda respiro
E de um dia para outro, vem uma estação para outra
Primavera!
Folhas começam a sair, sorrisos começam a brotar as crianças agora saem de suas casas e brincam sobre mim
Uma folha hoje uma flor amanha e um fruto eterno
Inverno é passado
Pois agora Primavera floresce em beleza
E percebo que na estação mais fria me fortifiquei para estar apto a receber a nova vida que a primavera a de me trazer

Nenhum comentário:

Postar um comentário